Durante o quarto trimestre de 2021, a variação ano-a-ano do PIB diminuiu em relação ao trimestre anterior, embora tenha continuado no caminho da recuperação com uma taxa de 8,64%. Com relação ao mercado de trabalho, a taxa de desemprego diminuiu do trimestre anterior para 7,00%, enquanto a taxa de variação anual do emprego conseguiu aumentar o crescimento positivo para 3,88%. Em relação dos preços, a inflação foi de 51,43%, após registrar um aumento em relação ao trimestre anterior. Por último, o peso argentino continuou a desvalorizar-se em relação ao dólar no quarto trimestre do ano, atingindo uma taxa de câmbio de 100,48 pesos em relação ao dólar.


Macroeconomic outlook report: Argentina 4Q21

Watch video

Situação macroeconômica

  • Durante o quarto trimestre de 2021, a variação ano-a-ano do PIB argentino diminuiu em 3,23 p.p. em relação ao trimestre anterior, embora tenha apresentado uma sólida taxa de crescimento de 8,64%. Esta alta taxa se deveu principalmente ao progresso na vacinação, à baixa taxa comparativa com o mesmo trimestre do ano anterior e às novas políticas governamentais no quarto trimestre visando o crescimento econômico sustentável e a recuperação do emprego e da renda.
  • No mercado de trabalho, a taxa de desemprego no quarto trimestre diminuiu 1,24 p.p. em relação ao trimestre anterior, para 7,00%. O emprego na Argentina conseguiu registrar outra taxa anual positiva de 3,88%, depois de aumentar 0,94 p.p. em relação ao trimestre anterior.
  • No 4T21, o peso argentino desvalorizou em relação ao dólar para uma taxa de câmbio média de 100,48 pesos por dólar, 3,24 pesos por dólar a mais do que no 3T21.
  • Durante o quarto trimestre, a variação no índice de preços foi 51,43%, 0,70 p.p. maior do que no trimestre anterior.

Para mais informações, acesse o documento executivo em PDF clicando aqui (somente disponível em Espanhol).