Skip to main content

Relatório de Conjuntura Macroeconômica: Argentina

Segundo trimestre de 2018

Durante o segundo trimestre de 2018, a economia argentina entrou em recessão, desacelerando sua taxa de crescimento interanual em 8,10 p.p. até -4,24%. A principal causa do desempenho do PIB foi a queda na demanda interna, que sofreu uma desaceleração de 5,61 p.p., para -0,37%. Isto foi adicionado à desaceleração das exportações de 13,82 p.p., para -7,47%. Em relação ao mercado de trabalho, a taxa de desemprego aumentou em 0,50 p.p. em relação ao primeiro trimestre de 2018, situando-se em 9,60%, enquanto a taxa de criação de emprego desacelerou 0,58 p.p., atingindo 1,52% em comparação com o trimestre anterior. O peso se depreciou em relação ao dólar em 19,17% em relação ao 1T18, registrando uma taxa de câmbio de 23,48 ARS/USD. Finalmente, a inflação ficou em 24,20%, após acelerar em 2,24 p.p. comparado ao 1T18.

Situação macroeconômica

  • Durante o segundo trimestre do ano, o crescimento interanual do PIB argentino reduziu 8.10 p.p. comparado ao registrado no 1T18, situando-se em -4,24%. Isso ocorreu principalmente devido ao comportamento da demanda interna, que desacelerou em 5,61 p.p. até -0,37%, após menor crescimento do consumo privado, gastos públicos e investimento. Isso ocorreu como resultado do aumento da taxa de câmbio, com a consequente aceleração da inflação e queda dos salários reais.
  • No mercado de trabalho, a taxa de desemprego aumentou 0,50 p.p. para 9,60% e a taxa de crescimento interanual do emprego foi de 1,52%, desacelerando em 0,58 p.p. em relação ao primeiro trimestre do ano.
  • O peso argentino registrou uma nova desvalorização em relação ao dólar, alcançando uma taxa de câmbio de 23,48 pesos por dólar. Este valor significou um aumento de 3,78 pesos por dólar (19,17%) em relação ao 1T18. 
  • A inflação ficou em 24,20% no segundo trimestre de 2018, taxa 2,24 p.p. acima do registrado no trimestre anterior, superando a meta de 15% do BCRA para 2018. A aceleração do nível geral de preços foi impulsionada pela desvalorização do peso.

Para mais informações, acesse o documento executivo em PDF clicando aqui (somente disponível em Espanhol).

© GMS Management Solutions, S.L., 2018. Todos os direitos reservados. A informação contida nesta publicação tem caráter geral e não constitui opinião profissional e nem serviço de assessoramento de nenhuma espécie. Os dados utilizados nesta publicação proveem de fontes de informação públicas. A GMS Management Solutions, S.L. não assume responsabilidade alguma sobre a veracidade ou correção de tais dados.