Skip to main content

Notícias da Circular 4/2017 sobre padrões de informação financeira pública e privada e modelos de demonstrações financeiras, no Projeto de Carta Circular

Banco de Espanha

O regime contábil das instituições de crédito espanhol é regulado pela Circular 4/2004 da BdE, nos padrões de informação financeira e privada e nos modelos de demonstração financeira. Através desta Circular e suas emendas, o BdE adaptou até a data as Normas Internacionais de Relato Financeiro (IFRS) adotadas no nível da UE.

A IFRS 9 (Instrumentos Financeiros) e a IFRS 15 (Receita de Atividades Ordinárias de Contratos com Clientes) foram adotadas na UE em 2016 e serão aplicáveis ​​para a formulação das contas anuais consolidadas em períodos contábeis iniciados em ou após 1º de janeiro de 2018

Nesse contexto, após a publicação da Circular em junho de 2017, a BdE publicou a Circular 4/2017 sobre padrões de informações financeiras públicas e privadas e modelos de demonstração financeira, que substitui a Circular 4/2004, com o objetivo de adaptar o regime contábil das instituições de crédito espanhol às normas contábeis que modificam os critérios contábeis para instrumentos financeiros e renda ordinária, respectivamente.

Na nota técnica elaborada pela Área de Pesquisa e Desenvolvimento da Management Solutions, são analisadas as principais modificações na Circular preliminar (especialmente no que se refere ao Anexo 9).

Resumo executivo

Este documento aborda as principais modificações em relação ao Projeto Circular, estruturado em cinco eixos: i) modelo de negócio e teste SPPI; ii) classificação das operações; iii) cálculo da deficiência; iv) ativos comparados e originados com imparidade de crédito; e v) outros aspectos.

Âmbito de aplicação

A Circular 4/2017 é aplicável às instituições de crédito listadas na Lei 10/2014, agências de crédito estrangeiras que operam em Espanha, grupos de instituições de crédito e grupos de instituições de crédito consolidadas.

Conteúdo principal

  • Modelo de negócio e teste SPPI
  • Classificação das operações
  • Cálculo da deterioração
  • Ativos comparados e originados com deterioração do crédito
  • Outros aspectos (por exemplo, hedges contábeis, risco país).

Clique aqui para acessar o documento (versão em Espanhol).


Notas técnicas recentes:

© GMS Management Solutions, S.L., 2018. Todos os direitos reservados. A informação contida nesta publicação tem caráter geral e não constitui opinião profissional e nem serviço de assessoramento de nenhuma espécie. Os dados utilizados nesta publicação proveem de fontes de informação públicas. A GMS Management Solutions, S.L. não assume responsabilidade alguma sobre a veracidade ou correção de tais dados.